GRAND CAYMAN

Localizado ao sul de Cuba, e ao “lado” da Jamaica, as Ilhas Cayman foram descobertas por Cristobal Colombo em 1503, sendo que Grand Cayman é a principal e maior das ilhas, e Cayman Brac e Little Cayman completam o arquipélago. É uma colônia inglesa, com governo nomeado pela rainha Elisabeth II. A moeda local é o dólar de Cayman, mas se aceita o dólar americano por todos os lados. A ilha também é porto livre para compras, com ótimos preços para jóias, perfumes e eletrônicos. ​

Grand Cayman é um lugar sofisticado devido principalmente a ser um paraíso fiscal desde os anos 70, com inúmeros bancos internacionais, mas nem por isso inacessível. Existem sim hotéis em conta, com bom custo benefício, como o Sunshine Suítes, localizado ao lado da praia chamada “seven mile beach”, a mais badalada da ilha. Um conveniente dive-resort com bom custo/benefício é o Sunset House, aqui também vale a pena considerar um live aboard, como o do Aggressor, que navega e faz mergulhos pelas 3 ilhas do arquipélago. E como nosso objetivo aqui é falar de dicas... segue alguns dos mais de 360 imperdíveis pontos de mergulhos catalogados, onde encontramos paredões, naufrágios, muita vida marinha e uma água pra lá de transparente, em uma das melhores ilhas para mergulho do todo o Caribe. ​

Os pescadores locais costumavam atirar os restos de suas pescarias neste local, o que acabava atraindo as raias, que fizeram deste lugar o seu “lar”. Stingray City é um dos mergulhos mais famosos de Cayman. ​

Cayman também é um paraíso para mergulhadores de naufrágios. O Oro Verde é um cargueiro que naufragou em 1980 e totalmente coberto pela fauna e flora marinha. Muitos peixes, incluindo garoupas, e muita vida, fazem deste ponto um paraíso para foto sub. Vale a pena também visitar o Balboa, o The Cali, e o Doc Polson. ​

No “West Side” estão os mais conhecidos pontos, a uma curta navegação deste Seven Mile Beach. As águas calmas e excelente visibilidade fazem desta parte da ilha ideal tanto para iniciantes como para mergulhadores avançados. Vale a pena mergulhar em Orange Canyon, Big Tunnel (ótimo para fotos), Trinity Caves e Tarpon Alley. ​

Já na ”East End”, do outro lado da ilha, os pontos estão relativamente virgens e intocados. Vale a pena mergulhar em Jack Mckenny´s, uns canyons lindos, com muita vida, incluindo aqui tubarões e raias. Aqui deste lado os mergulhos são mais profundos, em geral em paredões mais “radicais”, mais avançados. Vale a pena passar pelo menos 1 dia por estes lados. Um pouco mais ao norte encontra-se “Babylon”, um paraíso subaquático, com árvores de corais negros e gorgônias “orelha de elefante”, que fazem deste lugar um dos points mais famosos.

Vale lembrar: que setembro e outubro é o pico da temporada de furacões no caribe, a visibilidade é sempre boa o ano todo (salvo claro quando o mar fica muito mexido com alguma tormenta), e o inverno é no final do ano. E todos os anos em Novembro acontece a “semana do pirata”, uma semana cheia de atividades inerentes a estes antigos habitantes das Caymans, incluindo muitos mergulhos.

Quando ir
De novembro à setembro, porém de dezembro à março as temperaturas são mais baixas e o mar um pouco “grosso”.
Quando não ir
Meados de setembro a fim de outubro, pois é a época em que normalmente acontecem furacões.
O que poderei ver lá
Lindos recifes, alguns pelágicos como tubarões, raias, tartarugas e naufrágios.
Temperatura da água e do ar
Água de 24ºC a 29ºC.
Ar de 25ºC a 30ºC.
Destaque
USS Kittiwake - Afundado em janeiro de 2011 e deitado em um fundo de areia branca. Muitos cardumes ali vivem e se você tiver sorte, algumas arraias podem estar nas proximidades.
Documentação
Passaporte válido, visto para os EUA se opção for via aquele país e certificado (INTERNACIONAL) de vacina contra febre amarela.

PLANEJE SUA VIAGEM

Solicite um orçamento personalizado: