FERNANDO DE NORONHA

Descoberto em 1503, o arquipélago de Fernando de Noronha é um dos grandes destinos de ecoturismo e o melhor destino de mergulho do Brasil. A 340 km da costa, suas 21 ilhas e ilhotas abrigam desde 1988 o Parque Nacional Marinho onde tudo é controlado para preservar o seu valioso meio-ambiente. Aqui, de um modo geral, pode-se desfrutar de uma visibilidade de até 50 metros.

A diversidade de pontos de mergulho permite que as empresas locais ofereçam opções de passeios para todos os tipos de mergulhadores, sejam experientes ou iniciantes, e também fazendo o batismo de quem ainda não conhece as belezas do fundo do mar.

Graças a uma corrente marinha oceânica vinda da África, as águas do arquipélago são quentes (27º C) e praticamente livres de sedimentos fazendo com que seus mais de 24 pontos de mergulho apresentem condições excepcionais de visibilidade o ano inteiro. Em terra, praias desertas e paradisíacas já são suficientes para seduzir qualquer visitante, mas é no mar que o arquipélago reserva o que tem de melhor: Uma fauna marinha exuberante, imponentes formações rochosas, corais multicoloridos e de quebra um dos mais conhecidos naufrágios do Brasil, a famosa Corveta.

Quando ir
Ano todo.
Quando não ir
Fim de ano e feriados, é bem lotado.
O que poderei ver lá
Naufrágios, tubarões, tartarugas e golfinhos.
Temperatura da água e do ar
Água 27ºC.
Ar 26ºC.
Destaque
Corveta, considerado por muitos como o melhor mergulho do Brasil. O mergulho normalmente é feito na altura do convés em profundidade de até 55 metros onde se pode ver o casario e o canhão de proa cobertos por esponjas.
Pedras Secas , mais famoso ponto de mergulho de Noronha tem esse nome por causa das formações rochosas que afloram à superfície. No fundo, elas formam corredores, cânions, arcos, grutas.
Documentação
RG

PLANEJE SUA VIAGEM

Solicite um orçamento personalizado: